segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Online dating

Não tenho nada contra este método para conhecer pessoas. Conheço algumas pessoas que iniciaram relações desta forma, mas na verdade, não me recordo, agora, de nenhuma que tenha resultado. Aliás, se conhecerem, contem-me tudo ali na caixinha de comentarios. Eunão conheço e acho a coisa demasiado artificial. Não julgo. Sei que acaba por ser uma forma de se conhecer gente que, supostamente, se encontra com uma disponibilidade emocional idêntica.

Talvez seja eu que seja uma eterna romântica, mas, na minha opinião, conhecer alguém e sentir atracção por essa pessoa não depende apenas duma imagem, como uma foto online e uma boa conversa num chat. O nosso cerebro percepciona-o dessa forma, mas na verdade, há um conjunto de factores que influenciam a nossa percepção e a imagem que formamos das pessoas. A linguagem corporal, o cheiro, o tom de voz e, talvez, até o local e o que circunda duas pessoas, quando se conhecem, influencia a forma como a iremos ver. E isto é mágico. E essa magia perde-se quando o conhecimento é feito a seco,através dum computador, muito provavelmente, potenciado por uma imagem que se escolheu a dedo.

Sou solteira, mas, na verdade, estou sempre ou com alguém, ou a recuperar de alguém. Nunca tive essa sensacao de que nao consigo conhecer alguém. E também gosto dessa ideia de que as coisas, simplesmente, acontecem. Sem as procurarmos.

Os motivos pelos quais continuo solteira, prendem-se com o facto de ter tido histórias que não resultaram, ou não ser correspondia, ou, eu próprianão corresponder, mas acredito que "it’s a numbers game" e, volta e meia, lá acontece essa grande coincidência que é gostar-se de quem gosta de nós. Que, eventualmente, pode resultar ou não.

Lá está, o meu romantismo a vir à tona, mas, pessoalmente, prefiro estar sozinha, a perder esse momento que é conhecer alguém, cara a cara e sentir essa coisa a que se chama química e nos faz sentir borboletas no estômago. Espontaneamente.

Agora, contem-me de vossa justiça.

 

Sem comentários: